Um trem ultrarrápido que poderia fazer uma viagem entre São Paulo e Rio de Janeiro em 25 minutos pode ser realidade no Brasil, mas em 2025.

A afirmação é do presidente da Hyperloop TT, empresa que desenvolve o projeto idealizado pelo bilionário fundador da fabricante de carros elétricos Tesla, Elon Musk.

A tecnologia está sendo implementada em alguns países e pode chegar ao Brasil em 2025, numa segunda leva de investimentos, afirmou à revista Exame, Dirk Ahlborn, fundador e presidente da companhia. Ainda neste mês ele deve participar de um evento de tecnologia no país.

Ainda de acordo com a publicação, a Hyperloop TT iniciou conversas com governos estaduais, mas elas não avançaram e é provável que o trem seja financiado por empresas privadas e não pelo governo.

A matéria também cita a legislação brasileira como obstáculo para implementação do projeto que requer uma regulamentação específica para este tipo de modal de transporte. A companhia vem conversando com o Governo Federal e espera algum movimento nesse sentido ainda este ano.

Apesar da ligação entre as duas maiores cidades do sudeste serem a rota mais atrativa, de acordo com a publicação é provável que um trajeto mais curto, como São Paulo – Campinas seja viabilizado antes. Essa viagem duraria cerca de seis minutos.

Como funciona o trem

A revista explica que a ideia do Hyperloop é reproduzir em solo as mesmas condições encontradas pelos aviões na altitude. O trem é uma espécie de cápsula que viaja dentro de um tubo de baixa pressão atmosférica. No lugar dos trilhos, um sistema magnético faz as cápsulas flutuarem dentro dos tubos.

Se o atrito do vento ou dos trilhos, as cápsulas podem ultrapassar uma velocidade de 1.000km/h com baixo consumo de energia. “O ideal é que o sistema não seja enterrado, como o metrô, para aproveitar a energia solar”, comenta Ahlborn.

As obras do primeiro Hyperloop TT serão em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes e começam ainda em 2020, segundo apurou a Exame.

 

 

Fonte: mochileiros.com