Animado com a previsão do ministro Tarcísio de Freitas de R$ 30 bilhões de investimentos em malha ferroviária, o setor de infraestrutura está ansioso com o futuro da estatal Valec, que trocou de comando três vezes desde o início do governo Bolsonaro.

Cadeira O atual presidente da Valec, Rafael Castello Branco, que assumiu em dezembro, tem quatro superintendências ocupadas por interinos e a principal diretoria, de engenharia, com um substituto.

Destino No entorno do ministro, Castello Branco é tido como um nome de mercado e pró-negócios, próximo de Gustavo Montezano, do BNDES, e com passagem pelo setor imobiliário, na Gafisa.

Fonte: Karine Xavier/FolhaPress; Revista Ferroviária