Por Fernando Abelha

A greve dos caminheiros leva a sociedade a pagar o desgoverno de ontem. Há 20 anos Fernando Henrique Cardoso, com sua política neoliberal,  deu início à privatização da estatal Rede Ferroviária Federa – RFFSA, um dos maiores patrimônios físicos do Brasil. Lula da Silva e Dilma Rousseff concretizaram o feito. Então, 28 mil quilômetros de linhas férreas, por todo território nacional, que por mais de um século serviram ao pais, foram entregues a cinco concessionárias que, simplesmente, abandonaram 20 mil quilômetros à própria sorte. Milhares de vagões e locomotivas, trilhos e maquinarias foram transformados em sucata, causando prejuízos de bilhões de reais ao erário público. Os causadores desse descalabro estão questionados no Tribunal de Contas da União, juntamente com os que pelo governo, deveriam proceder a fiscalização contratual, quanto a preservação do patrimônio concedido e a contrapartida aos cofres do governo. Atualmente, as concessionárias somente transportam os seus produtos. Abandonaram a carga geral: derivados de petróleo, álcool, produtos agrícolas, cimento, produtos acabados de siderurgia e a indústria como um todo. Hoje 80% da riqueza nacional é transportada por caminhões que danificam as rodovias e causam milhares de acidentes. Nós merecemos!…

Fernando Abelha foi gestor da Comunicação Institucional e marketing da extinta RFFSA; editor do blog ferroviavezevoz.com