Comentários por Fernando Abelha

Já não é sem tempo que a PREVIC, entidade da Previdência hoje subordinada ao Ministério da Fazenda, destinada a fiscalizar e normatizar os Fundos de Pensão, deveria apertar o cerco principalmente nas Fundações das empresas estatais campeãs de fraudes contra o trabalhador participante. A CPI dos Fundos de Pensão assim constatou ao examinar, apenas, algumas entidade de previdência privada.

A Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) estuda responsabilizar gestores, consultores e membros de comitês dos fundos de pensão em casos de fraude e má gestão. O regulador abriu uma consulta direcionada a alguns agentes de mercado sobre a reforma da resolução 3.792, que trata dos investimentos dos fundos de pensão. A mudança precisa passar pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

Fonte: Valor Online, Previc