Pesquisa e edição: Luis Fernando Salles

Com a intenção de impressionar o governo comessam as promessas das concessionárias ferroviárias ao anunciar investimentos condicionados à renovação dos conhecidos contratos de concessão, que destruiram mais de 20 mil quilômetros da malha  da RFFSA e que, comprovadamente, buscam tão somente obter lucros empresariais, em detrimento do interesse nacional.

 A Cosan, controladora da Rumo Logística, que detém a concessão da Ferronorte, confirmou  que consta em seu planejamento estratégico promover investimentos na ordem de R$ 7 bilhões para estender os trilhos em Mato Grosso, chegando a Cuiabá e depois seguindo até a região Norte do Estado. O anúncio foi feito pelo diretor presidente Marcos Lutz, durante reunião no Senado, com o presidente da Frente Parlamentar de Logística em Transportes e Armazenagem (Frenlog), senador Wellington Fagundes (PR-MT).

A extensão dos trilhos em Mato Grosso está condicionada à antecipação da renovação da concessão, fato que irá atrair investimentos para execução dos projetos de modernização da malha ferroviária no Estado de São Paulo. Na reunião, Lutz pediu empenho e apoio do senador e da frente parlamentar para agilizar a aprovação dos projetos que se encontram na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Fonte: FolhaMax; Revista Ferroviária; Internet