Por Fernando Abelha

Em contatos mantidos, ontem, na Federação Nacional dos Trabalhadores Ferroviários- FNTF, foram colhidas informações que, em 25 de julho de 2016, data agendada para a homologação junto ao Tribunal Superior do Trabalho – TST, dos Acordos Coletivos de 2015 e de 2016, a VALEC – Engenharia, através do Ofício nº 2762/2016/SUREH/DIRAF, alegou a ausência de disponibilidade orçamentária para suportar as despesas com o reajustamento do pessoal em atividade, advindas dos ACs 2015/2016. Através do Ofício acima referido, é esclarecido que a empresa está aguardando a abertura de crédito, de acordo com a cláusula terceira do AC, que se refere aos compromissos pecuniários dos empregados em atividade da extinta RFFSA.

Em razão disto, a FNTF concordou em aguardar por mais 30 dias para que ocorra a disponibilidade de recursos pelo Ministério dos Transportes, em torno de R$ 6 milhões o que, possivelmente, possibilitará que o pagamento dos empregados em atividade, ocorra a partir do mês de setembro, com recebimento em outubro, inclusive com os atrasados, segundo afirmou a nossa fonte de informações. Os aposentados e pensionistas terão seus salários reajustados logo depois.

A FNTF orienta, ainda, no sentido dos ferroviários não acreditarem em boatos, “pelo fato da existência de muitas aves de rapina que agem a favor do contra e assim, pretendem confundir a classe”. Representante da FNTF afirmou que o assunto está resolvido, dependendo, apenas, da garantia dos recursos para que a VALEC concorde com a homologação junto ao TST, para o que já está sendo mantidos contatos pela FNTF com o Ministério dos Transportes.