Por Fernando Abelha

Até o final do expediente de ontem a Federação Nacional dos Trabalhadores Ferroviários-FNTF aguardava resposta de alguns sindicatos da base sobre os ajustes finais do Acordo Coletivo do Trabalho, referente a 1º maio de 2015 a 30 de abril de 2016 interposto pela FNTF e pelos sindicatos da base. Algumas atas referentes às Assembleias ocorridas em mais de uma dezena de sindicatos, por todo o país, encontravam-se, ainda, em fase final de elaboração. Após a concordância de todos, o Acordo Coletivo será encaminhado à VALEC para assinatura.

Entre as cláusulas referentes aos empregados em atividade na VALEC, transferidos por sucessão trabalhista após a extinção da RFFSA, tem-se definido um reajuste de 5% (cinco por cento) a partir de 1ºde maio de 2015 e a manutenção da data base, também, em 1º de maio de cada ano. Assinado o Acordo Coletivo, os ferroviários terão o direito a receber os atrasados de 12 meses e mais o 13º salário. A extensão aos aposentados se fará, automaticamente, em face de legislação específica.