Colaboração do Eng. Manoel Geraldo Costa


A foto pertencia ao extinto Serviço Geológico e Mineralógico do Brasil, órgão do Ministério de Minas e Energia, extinto em 1974.

Alguns funcionários, indignados com o descarte das fotos, recolheram do lixo cerca de 150 fotografias feitas por todo o país, de 1890 até 1946.

O tesouro chegou às mãos do historiador Milton Teixeira, que o doou à Casa de Rui Barbosa, onde serão digitalizadas e disponibilizadas ao público……para a nossa alegria.

Em 9 de março de 1957, esse ramal passou a ser administrado pela Estrada de Ferro Leopoldina, que desativou o trecho entre Guapimirim e Teresópolis, talvez por causa do projeto de uma rodovia ligando o Rio a Teresópolis. Atualmente, no que restou da ferrovia, ainda trafegam, de forma precária, alguns trens metropolitanos, operados pela SUPERVIA.

Em Teresópolis, ainda se pode encontrar alguns vestígios da ferrovia.

CRÉDITOS: “GuarAntiga”