O Fórum de Mobilidade e Conectividade Turística, do Ministério do Turismo, promoveu uma reunião técnica com membros do Governo Federal, do governo de Minas Gerais, de concessionários e de organizações sociais para discutir a implantação do trem turístico que ligará as cidades mineiras de Belo Horizonte e Brumadinho. Na ocasião, os presentes identificaram os obstáculos e as oportunidades que deverão ser trabalhados pelo Grupo Técnico que desenvolverá o projeto e quais órgãos ou entidades poderão solucioná-los.

Para o coordenador-geral de Mobilidade e Conectividade Turística, Higor Guerra, que foi indicado para coordenar o Grupo Técnico, o encontro é de suma importância para o desenvolvimento da iniciativa que marcará o início de um novo momento para os trens turísticos brasileiros. “As entidades convidadas fizeram grandes contribuições e considerações que serão analisadas no âmbito dos trabalhos técnicos para o andamento da proposta a ser conduzida pelo Ministério do Turismo.”

De acordo com dados da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que também participou da reunião, o Brasil possui 15 trens turísticos em operação, sendo que quatro estão localizados no estado de Minas Gerais. Com o projeto, a expectativa do Ministério do Turismo é promover a integração dos modais de transportes, mapear os trechos ferroviários ociosos, identificar o potencial da atividade turística, dialogar e definir oportunidade de investimentos, além de coordenar as ações, agregando valor aos ativos nacionais.

“Vemos o resgate dos trens turísticos como uma oportunidade ímpar de tornar o Brasil um destino mais inteligente e competitivo. Com esse objetivo, estabelecemos diretrizes estratégicas, que conectam tecnologia e inovação, para transformar a viagem de trem em uma experiência de alto valor agregado, capaz de oportunizar novos negócios e oferecer serviços que atendam às necessidades dos viajantes de forma eficiente, segura, sustentável e acessível”, explicou Tatiana Petra, coordenadora-geral de Produtos Turísticos do Ministério do Turismo.

O projeto do trem Belo Horizonte-Brumadinho prevê a revitalização de uma estação em Belo Horizonte, próxima ao Museu de Artes e Ofícios (MAO), e a construção de outra em Inhotim. Em atividade, ele será capaz de transportar 1.400 pessoas por dia em duas locomotivas com dez vagões cada. O trajeto de 52 quilômetros será feito em pouco mais de uma hora.

Fonte: https://www.gov.br/pt-br/noticias/viagens-e-turismo/202… Revista Ferroviária