Por Fernando Abelha

As expectativas voltadas ao trabalho desenvolvido em Brasília, pelo chamado Grupo  Especial da Comissão Paritária, constituído pela grande maioria dos órgãos de classe, representativos da categórica por vários Estados da Federação, continua em compasso de espera, até poder agendar nova reunião no Ministério da Infraestrutura, onde se encontra o Relatório da Comissão Paritária, que em 2014 registrou a perda salarial dos ferroviários. Este relatório assumido por todos os que participaram da Comissão Paritária, encontrava-se arquivado, indevidamente, na VALEC Engenharia desde 2014. No entanto, pelo desempenho desenvolvido por nossas lideranças, o processo foi desarquivado. Encontra-se em análise no Ministério da Infraestrutura.

As tratativas do Grupo de Trabalho em Brasília, tem obtido receptividade, inclusive, com reunião agendada com o Secretário Executivo do Ministério da Infraestrutura que deveria ter ocorrido em 24 de abril. Com o  coronavírus que assola o nosso país e o mundo, a reunião foi adiada sine die. Mesmo assim, as nossas lideranças continuam mantendo contatos telefônicos e por e-mail, com as autoridades envolvidas.

Da mesma forma, o dia 1º de maio, que referencia a data base da categoria, passou em branco pelo fato da VALEC Engenharia estar fechada, hoje com sede somente em Brasília. Seus funcionários trabalham de casa através da internet. Assim, mais uma vez, somente nos resta esperar.