Pesquisa e edição por Luis Fernando Salles

A tentativa do governo de leiloar um trecho da Ferrovia Norte-Sul até o fim deste ano deve naufragar. O procurador Júlio Marcelo pediu para atuar no processo que tramita no Tribunal de Contas da União (TCU). A expectativa do Palácio do Planalto era de que o plenário da Corte de Contas autorizasse a concessão ainda este mês. Mas o procurador sinalizou que não vai devolver o processo a tempo de ser votado. Júlio Marcelo tem direito a ficar 30 dias com o caso no seu gabinete, o que acendeu a luz amarela no governo.

Pelo histórico do procurador Júlio Marcelo, a expectativa no TCU é de que ele peça várias diligências, atrasando ainda mais o calendário do governo. Sem saber que seria atropelado, o Planalto decidiu acatar todas as mudanças da área técnica do TCU justamente para concluir o processo. Michel Temer sonha em encerrar o mandato fazendo um leilão de ferrovia, o que não ocorre no País há 11 anos.

 Fonte: Internet, Andreza Matais, editora da Coluna do Estadão em Brasília; Revista Ferroviária