Por Fernando Abelha

Esta crônica é voltada a difundir mensagem de um Feliz Natal e muitos anos de saúde e prosperidade aos companheiros ferroviários, familiares e demais leitores do blog por todo planeta Terra. Escrevemos estas linhas, principalmente, aos que professam o cristianismo com nós. Entendemos que o nascimento de Jesus, evento histórico registrado há 2017 anos, representa imensurável e importante marco na história da humanidade.

Por se tratar de fato culturalmente erudito, rogamos aos nossos leitores que veneram Deuses de várias outras crenças, aos incrédulos e aqueles que ainda aguardam a chegada de um novo Messias, que estamos juntos quanto ao respeito de seus sentimentos. Assim, a nossa intenção está, voltada, tão somente, nesta importante data de 25 de dezembro, por proporcionar maiores reflexões a cada um de nós, sem interferirmos no anseio que domina a todos, individualmente, o que respeitamos culturalmente.

Entendemos que, se a humanidade, como um todo, abraçasse a filosofia ditada pelos Evangelhos, seriamos nivelados sem distinções de cor, raça, credo e ideologia política, ao desenvolvermos em nosso interior o amor ao próximo, por Ele preconizado, inexistindo, assim, a diferença entre favorecidos e desprovidos.

É Natal… Nós cristãos entendemos que o verdadeiro significado do Natal está em comemorarmos o nascimento de Jesus Cristo. Natal significa nascimento, daí a expressão aniversário natalício. Infelizmente, o verdadeiro sentido da data ficou desvirtuado pelo oportunismo da sociedade capitalista, ao construir a figura do Papai Noel que alimenta o comércio para, assim, disseminar presentes entre os abastados, enquanto engana às crianças menos favorecidas, aos pobrezinhos, com ilusões irrealizáveis. Em nada o Papai Noel substitui a presença de Jesus e os ensinamentos que nos deixou.

Na linha desse entendimento, ressaltamos que em face da perversa influência do marketing comercial, parte da humanidade despreza, muitas vezes, o fato histórico do nascimento de Jesus, evento que deveria se constituir de singular importância para todos nós cristãos e não transformar a data em troca de presentes e mesa repleta de iguarias e guloseimas mas sim, muito amor pelo próximo e bastante oração de acordo com o que cremos.

O Natal é a data oficial consagrada no calendário Gregoriano para que os cristãos celebrem o nascimento de Jesus. Para destacarmos a sua importância histórica bastaria considerar que a chegada de Jesus à face da Terra, mudou o calendário para Antes de Cristo (AC) e Depois de Cristo (DC). Nada mais aconteceu neste planeta, que provocasse tão grande e perene mudança.

Ele foi enviado pelo Pai Eterno para nos mostrar o caminho da salvação. Assim, além de suas atitudes e exemplos no decorrer dos 33 anos de vida, nos legou por escrito, através dos evangelistas, Mateus, João, Marcos e Lucas, os ensinamentos para que encontrássemos a paz e a felicidade enquanto por aqui estamos. Nos ensinou a amar ao próximo como a nós mesmo, ditando-nos o caminho do perdão e, consequentemente, da felicidade e identidade entre os povos.

Ao nos enviar seu Filho, Deus encarnado, o Pai Eterno nos mostrou que se preocupa conosco e nos colocou mais próximo do seu propósito, de iluminar a todos, sem exceção, aos caminhos da felicidade terrena e salvação do nosso espírito. Assim, permitiu o sacrifício de Jesus na cruz e a sua ressurreição entre os mortos, o que não seria possível se Ele não tivesse nascido humano como todos nós, portanto, mostrou ser mais forte do que a morte.

A história do nascimento de Jesus é relatada nos Evangelhos de Mateus e Lucas. Jesus foi concebido milagrosamente por Maria. Isso significa que Ele não seria apenas um homem. Nasceu em condição humilde, não como rei, o que nos lega um exemplo de comportamento na sociedade. Teve uma vida humana normal, com pai e mãe, como nós entre os nossos familiares. O nascimento de Jesus aconteceu de maneira milagrosa, mas humilde, em Belém e foi venerado pelos Reis Magos, monarcas de outros continentes, que para lá se dirigiram, expóntaneamente, guiados por uma estrela até o local onde o Menino Deus se encontrava.

A história do nascimento de Jesus marcou, portanto, o início da realização do grande plano de Deus… Evento  único, porque disponibilizou um caminho para salvação do ser humano e cumpriu várias profecias do Antigo Testamento, sobre a presença do Salvador do mundo entre nós.

Assim, na noite de Natal, quando forem abraçar a cada um dos seus, desejem também, que o menino Jesus nasça de novo na vida deles, para que a Esperança de uma sociedade mais justa permaneça viva em cada um amados por vocês,  de modo que o perdão e o amor reinem.

Fontes: Evangelhos de Lucas e Mateus, internet.