Por Luiz Carlos Vaz

www.facebook.com/luizcarlos.

Já que a Lava Jato está retrocedendo no tempo, chegando a nebulosas e criminosas atividades praticadas em governos anteriores, será que poderá vir a investigar a entrega de um dos maiores patrimônios do País aos amigos do rei? Refiro-me à desestatização da Rede Ferroviária Federal, cujo processo começou lá pelo reinado do Marimbondo de Fogo, chegando ao Aquilo Roxo, passando pelo Esqueçam Tudo o que Escrevi e ​culminando com o Não Sei de Nada.

Hoje, o país paga o preço por essa ganância, representado pela falta de trens para escoar as produções (cooperativas da Fronteira do RS que o digam) e pelo sucateamento do extraordinário patrimônio ferroviário por todo país.

Não está ficando pedra sobre pedra. Enquanto isso, não se vê ou ouve nenhum político se manifestando sobre esse crime lesa-pátria. Mas não é de estranhar. A classe política está toda de rabo preso.

Luiz Carlos Vaz é jornalista e ferroviário

radicado no Rio Grande do Sul