A propósito da matéria editada neste blog “Governo examina renovação de concessões que deram prejuízos ao erário público” recebemos do engº Alexandre Said Delvaux o seguinte comentário:

“O projeto da EF-354 chegava até o Porto do Açu, em São João da Barra (RJ). Tratava-se de um empreendimento fundamental para o estado do Rio de Janeiro e para o Brasil, tendo em vista a grande competitividade do Porto do Açu. No entanto, o projeto permanece engavetado e, a julgar pelas últimas notícias, foi amputado o trecho que chega ao Porto do Açu.

Paralelamente, a antiga Superintendência Regional Campos foi completamente abandonada pela concessionária (FCA) e o trecho entre Vitória (ES) e Rio de Janeiro (RJ) entregue às traças, sujeito a furtos de material e invasões, triste destino da antiga Estrada de Ferro Leopoldina.

O sangue e o suor de milhares e milhares de ferroviários e o sofrimento de milhões de pessoas por conta do absurdo abandono das ferrovias no Brasil são apenas detalhes para governantes míopes, incompetentes e inescrupulosos, que optaram pela degradação, ao invés da modernização.

O assunto, no entanto, é a EF-354. Chegaram a anunciar uma “gambiarra” que é a colocação do terceiro trilho de Ambaí até o Porto do Açu, além da “variante de São Eduardo” como alternativas à EF-354. Tudo muito estranho, indicando que “alguém” não vê com bons olhos a soja produzida na Região Centro-Oeste chegar diretamente ao Porto do Açu, passando pelo estado de Minas Gerais. O itinerário preferido passa pelo litoral do Espírito Santo. Ganha um “doce” quem acertar quem é esse “alguém”. Essa “gambiarra” vai custar caro ao Brasil e será, sem dúvida, um projeto natimorto.

Como já perceberam que destruir, abandonar ou gastar gigantescas quantias com ferrovias sem inaugurá-las não leva a qualquer tipo de punição, a aposta na impunidade vai sendo dobrada. Quem pagou pelo absurdo da “quase ferrovia Dom Silvério-Nova Era”, com obras avançadas, túneis, pontes e estações; simplesmente abandonada, antes de circular um único trem? O esqueleto está lá para quem quiser ver e para assombrar os incompetentes, como testemunha da irresponsabilidade de governantes.

Realmente, o Brasil não é para amadores!!!!!”