Recebemos do engº Geraldo de Castro Filho a seguinte mensagem:

“Até agora, muitos recadastramentos não foram recebidos pela REFER. O último prorrogamento está fixado para   30 de setembro próximo. Ainda por cima, enfrentamos greve dos Correios. Enfatizo que a REFER precisa  disponibilizar outra forma, para que a prova de vida seja viabilizada. Uma alternativa seria nas agências bancárias recebedoras, para quem não mora na cidade do Rio de Janeiro. A REFER precisa entender que o beneficiário (geralmente do grupo de risco) tem que ir a um cartório (reconhecimento de firma por autenticidade – presencial) e depois deslocar-se a uma agência de correio, se estiver aberta. É muita exposição, logo agora que, em muitas cidades, a contaminação tem aumentado, em estado de recorrência.  É preciso salientar que estamos em situação excepcional e, como tal, as medidas a tomar, têm que ser da mesma forma.Temos recebido reclamação e consulta de centenas de ferroviários. Muitos não conseguem atendimento no 0800 da REFER. Outros alegam que foram “informados” de que terão de fazer NOVO RECADASTRAMENTO, mesmo já tendo feito no início do ano, antes da PANDEMIA.
Sugiro que a REFER emita novo comunicado aos participantes, esclarecendo e orientando.Atenciosamente.
Silvia Regina Liborio
Eng. Geraldo de Castro Filho”