Pesquisa e edição Luis Fernando Salles

Pela quinta vez em 16 anos, o governo de São Paulo promete um trem entre a capital paulista e Campinas. Agora, o projeto é uma linha inspirada no Brightline, que conecta Miami, Fort Lauderdale e West Palm Beach e se apresenta como o único serviço ferroviário de passageiros dos Estados Unidos com proprietários e operadores particulares.

A ideia do governo tucano é também deixar para a iniciativa privada as obras e a operação do futuro serviço, batizado de TIC (Trem Intercidades Paulista). A ferrovia deverá se estender até a cidade de Americana, a 40 quilômetros de Campinas e a 130 quilômetros de São Paulo. Está anunciado pelo governo paulista em terminar até  dezembro as audiências públicas e a assinatura do contrato para início das obras.

Outro item a ser definido é o preço. Hoje, a viagem de ônibus custa R$ 28. É provável que o trem seja movido a biodiesel, assim como ocorre no trem da Flórida, e não eletrificado. Um dos pontos quase pacíficos, é que a composição terá linha férrea exclusiva dedicada ao expresso.

Para conseguir cumprir o trajeto de pouco mais de 100 quilômetros entre Campinas e São Paulo em uma hora, será necessário que o trem circule a uma velocidade superior a 120 quilômetros por hora, contando o fato de que poderá parar em cidades do caminho, como Vinhedo e Valinhos, endereço de muitos trabalhadores da capital.

O trem de Miami Na Flórida, o Brightline funciona desde maio de 2018 e liga Miami Central a West Palm Beach, a 110 quilômetros, em uma hora, com parada em Fort Lauderdale.

Fonte: https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/…