Pesquisa e edição por Fernando Abelha

O ministro Bruno Dantas, do Tribunal de Contas da União (TCU), determinou que ex-dirigentes da estatal de construção de ferrovias Valec e a empreiteira SPA Engenharia, Indústria e Comércio Ltda devolvam o valor superfaturado de mais de R$38 milhões na obra da ferrovia Norte-Sul, referentes ao trecho Ribeirão do Tabocão, em Palmas (TO). Os alvos da investigação, além da empresa contratada, são o ex-presidente da Valec José Francisco das Neves, o “Juquinha”, Ulisses Assad (ex-diretor de Engenharia), Maria Estela Filardi (ex-chefe da Assessoria Jurídica da Valec), Luiz Carlos de Oliveira Machado (ex-superintendente de construção da estatal de ferrovias) e o espólio de André Luiz de Oliveira, outro ex-superintendente de construção da Valec. O ministro Bruno Dantas mandou que todos devolvam o valor do contrato superfaturado ou apresentem suas respectivas defesas. Em 2017, o Ministério Público já havia identificado diversas irregularidades em contratos da Norte-Sul.

De acordo com despacho do TCU, a SPA Engenharia beneficiou-se do superfaturamento nos “serviços mais relevantes” da obra da Norte-Sul. O valor total do contrato superfaturado é de mais de R$ 195 milhões, segundo o relatório do TCU. O superfaturamento seria de quase 20%.

Fonte: Coluna d; Internet