Por Fernando Abelha

Federação Nacional dos Trabalhadores Ferroviários – FNTF e seus Sindicatos filiados, voltam a se reunir às 15 horas de hoje com a VALEC – Engenharia para negociar o Acordo Coletivo do Trabalho – ACT referente a 2019/20, em busca do reajuste para ativos, aposentados e pensionistas com paridade. A reunião acontecerá em Brasília.

Esta é a segunda rodada de negociação entre a VALEC e os sindicatos da base da FNTF. No encontro de 17 de julho a VALEC ofereceu reajuste de 2,02%, a partir da assinatura do acordo, sem retroatividade. Os sindicatos que representavam a FNTF rejeitaram o índice apresentado pela VALEC e seguem defendendo o percentual integral de inflação do período, de 5,07% (INPC- IBGE), retroativo a maio de 2019.

Por sua vez, o dissídio de 2018/19 se encontra no Tribunal Superior do Trabalho – TST aguardando nova mediação, com proposta que solucione a pendência. A inflação do período divulgada pelo governo representou 1,89%. A Federação Nacional dos Trabalhadores Ferroviários informou que continuará sua luta para preservar os direitos dos ferroviários. Entende que “não dá para aceitar propostas abaixo da inflação, que levará mais ainda à desvalorização dos salários, aposentadorias e pensões”.

Os ferroviários têm os seus salários congelados desde primeiro de maio de 2017 o que representa hoje, uma perda 6.96%, se considerada a inflação do período. Em razão dessa defasagem no reajustamento salarial da categoria, que no decorrer dos últimos anos já atinge a cerca de 40%. Oito níveis iniciais da escala de cargos e salários estão hoje abaixo do salário mínimo.