Pesquisa e edição por Luis Fernando Salles

A equipe de Paulo Guedes quer fundir a Susep e Superintendência Nacional de Previdência Complementar- Previc, criando um novo órgão fiscalizador para seguros e previdência privada.

O nome que está na mesa para dirigi-lo é o de Cássio Cabral, um ex-diretor da Susep exonerado em novembro do ano passado.

Cabral é indicação de um antigo personagem do setor de seguros: Henrique Brandão, presidente do sindicato dos Corretores do Rio.

Brandão foi um dos pivôs do chamado “escândalo do IRB”, revelado por VEJA em maio de 2005, que desnudou a corrupção operada por Roberto Jefferson no Instituto de Resseguros do Brasil.

Fonte: Mauricio Lima – Portal Veja