Pesquisa e edição: jornalista Luis Fernando Salles

O segurado do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) deve ter alguns cuidados para não perder o benefício. Isso porque, em caso de qualquer suspeita de fraude, o pagamento pode ser cortado pelo instituto.

Todo ano, o segurado precisa fazer a prova de vida. Segundo o advogado Rômulo Saraiva, o procedimento obrigatório serve para que o INSS pague benefícios apenas para quem está vivo. “É com a prova de vida que o INSS sabe que o benefício destinado a uma pessoa é pago para ela mesmo.

A prova de vida deve ser feita no banco em que o aposentado ou pensionista recebe o benefício. Caso perca o prazo, a grana fica bloqueada até a pessoa ir à agência e comprovar que está viva. Os que não fizeram a prova de vida em 2017,l terão prazo somente até o dia 28 deste mês.

Fonte: Folhapress