Colaboração do economista Waldemar Ferreira