Na segunda-feira, 27, recebemos do nosso companheiro Adauto Alves, presidente da Associação Mútua Auxiliadora dos Empregados da Estrada de Ferro Leopoldina, o seguinte texto relativo aos 103 anos de existência da Associação:

“Hoje dia 27/07 é especial. Completa 103 anos de vida a nossa Associação Mútua Leopoldina da qual tenho a honra de presidir até 2022. Uma história linda sempre voltada para beneficiar a nossa classe ferroviária, tão ferida e aviltada em sua dignidade salarial. Me orgulho, como mineiro, de presidi-la. 

Localizada no coração do Rio de Janeiro, no bairro Imperial de São Cristóvão, local escolhido por Dom João VI, quando veio de Portugal com sua corte, após passar pela Bahia. Alii fixaram residências. 

A Mútua Auxiliadora foi precursora de todas as entidades ferroviária do país. A primeira da história do Brasil. Dela gerou todas as Federações Sindicatos e Associações existentes hoje. Ali também foi criada a primeira Caixa Beneficente ainda na administração dos ingleses na Estrada de Ferro Leopoldina, de atendimento aos aposentados ferroviários e seus familiares, daí gerindo outras no comércio e na indústria e tantas outras, hoje formadoras do INSS. 

Houve grandes Presidentes todos sempre com o objetivo de lutar, intransigentemente, pelos direitos da classe. Citar nomes não teríamos espaço. Nós primamos sempre pela transparência e honestidade não mentir ou criar falsas expectativas aos nossos associados e a classe. 

Nesta luta estabelecemos parcerias com nossas coirmãs: Federações, Sindicatos, Associações. Em prédio próprio, bem localizado, há um quarteirão da Quinta da Boa Vista, então residência oficial de Dom Pedro, há quatro quarteirões da Estação de Barão de Mauá, onde se originou a primeira ferrovia do país. 

Depois de quase duas décadas, hoje não estaremos de corpo presente para comemorarmos, já que na data, partia de BH um ônibus fretado. A Pandemia nos atropelou. Mas o amor pela causa continua o mesmo. A nossa luta pela recuperação de nossa dignidade ferroviária e das nossas perdas salariais, continua a bater forte no coração de cada um de nós. Não sou um privilegiado, mas agraciado por DEUS. 

Sem citar cargos, nos é prazeroso conviver com nosso quadro qualificado: Geraldo, Anita, Claudio, Odevar, Nadir, José Andréia, drs. Francisco Suarez, Augusto, Sr. Altivo Guimarães, Manoel e nossa Contadora Vera. 

Parabéns para nós… 

ADAUTO ALVES