Por Fernando Abelha

Em consenso aos comentários do ferroviário Alberto Gomes Fraga de que “os que exoneraram os colegas deveriam agora se retratarem. Simples assim!”, inserido neste blog na última quinta-feira, ao comentar a publicação da matéria do dia 16, sob o título “Em 2019 REFER tem o melhor desempenho da sua história, em 41 anos de existência” o eng. Almir Gaspar, presidente da Associação dos Engenheiros da Estrada de Ferro Leopoldina – AEEFL, fez a seguinte observação:

“Alberto a retratação, com certeza, seria muito fácil e de grande repercussão positiva mas, certamente, deveriam ser altruístas, precisando ter acima de tudo humildade para demonstrar que atingiram moralmente tais profissionais, com mais de 40 anos de serviços prestados.

Foram atingidos em sua honra e qualquer um ao tomar conhecimento do RELATÓRIO ANUAL da Fundação REFER, que resume o que foi a administração durante o ano de 2019, teria o mesmo pensamento seu. No mínimo, deveriam agradecer-lhes pelos resultados que foram alcançados.

Mas, como conheço muito bem os três dirigentes atingidos, tenho absoluta certeza que estão com suas consciências tranquilas pelo que fizeram, como agora demonstram os resultados obtidos e divulgados, sem suas interferências no texto do Relatório Anual, que não poderia deixar de ser divulgado.

Eu, em meu nome e de toda a diretoria da AEEFL (Ass. dos Engenheiros da E. F. Leopoldina) levamos aos nossos colegas Manoel Geraldo, Prof. Fernando Abelha e Carlos Alberto, nossos mais sinceros agradecimentos, reconhecendo o desempenho alcançado na gestão dos recursos da REFER”.