Por Fernando Abelha

Por meio de centenas de mensagens anônimas e caluniosas, através do Whatsapp, com o uso de telefones furtados e de pessoas falecidas, sem que ainda os responsáveis tenham sido identificados criminalmente, a governança da Fundação REFER vem sendo inescrupulosamente agredida. Posteriormente, tais mensagens foram plantadas na imprensa pelos mafiosos caluniadores, em notas e em colunas online.

Os caluniados já tomaram as devidas providências legais para que sejam apurados e processados os responsáveis por tais acusações mentirosas, infundadas e irresponsáveis. Sabe-se que um grupo de oportunistas ligados a partidos políticos e sindicatos, que não são os dos ferroviários e metroviários, se encontra sem oportunidades para ocupar cargos no atual Governo Federal, e, pretende, agora, dominar o controle da governança da Fundação, com o objetivo de avançar sobre suas reservas técnicas.

Essas atitudes caracterizam ação de mafiosos, por não assumirem o que escrevem e se esconderem atrás de mensagens apócrifas de Whatsapp.

A propósito, a Associação dos Engenheiros Ferroviários – AENFER  publicou em seu site a seguinte nota:

 

Nota-REFER