Pesquisa e edição pelo jornalista Luis Fernando Salles

Uma ferrovia que ligará a cidade capixaba de São Mateus a Sete Lagoas, na região metropolitana da capital mineira, poderá gerar 3.500 empregos em Minas Gerais e mais mil no Espírito Santo, com investimento de R$ 6,5 bilhões.

O projeto da Estrada de Ferro Minas-Espírito Santo (EFMES) foi apresentado pela empresa Petrocity e pelo governo do Espírito à Empresa de Planejamento e Logística, ligada à Presidência da República e responsável pelo Plano Nacional de Logística (PNL).

A inclusão do empreendimento no PNL vai permitir solicitar as autorizações para a construção da ferrovia até o licenciamento ambiental. O investimento será 100% privado e necessitará apenas do governo as autorizações, incluindo o licenciamento ambiental.

A previsão é que o empreendimento comece a ser construído em 2021 e seja finalizado em 2025. A ferrovia está ligada a outro megaempreendimento da Petrocity, o Centro Portuário São Mateus (CPSM), que terá investimento de R$ 3,1 bilhões e cujas obras deverão começar ainda neste ano.

A nova ferrovia terá 553 km, e estão planejadas cinco Unidades de Transbordo e Armazenagem de Cargas (Utacs) em Barra de São Francisco (ES) e nos municípios mineiros de Governador Valadares, Itabira, Confins e Sete Lagoas.

Fonte: Revista Ferroviária