Por Fernando Abelha

Até o final do expediente de hoje da Federação Nacional dos Trabalhadores Ferroviários – FNTF, estendido às 18 horas, inexistia informações sobre o que ficara decido na audiência de hoje no Tribunal Supérior do Trabalho – TST. Sabe-se, no entanto, que a mediação a ser desenvolvida pelo Tribunal sofrera atraso em face de julgamento anterior de outra empresa. No caso de obtermos alguma informação concreta, a qualquer momento, voltaremos a publicar o que for apurado.