Pesquisa e edição por Luis Fernando Salles

A proposta setorial de planos de previdência para familiares de participantes de fundos de pensão encontra-se em fase final de estudos. A expectativa de aprovação foi anunciada, ontem, pelo presidente da Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (Abrapp), Luís Ricardo Marcondes Martins.

– Estou muito otimista, conversei pessoalmente com mais de 100 fundações das 270 associadas, entre as 25 maiores entidades, todas querem o Plano Família”, respondeu Martins ao DCI.

O presidente ressaltou que o potencial de novas adesões é vasto. “Temos 2,5 milhões de participantes ativos e 800 mil recebendo pensões, se cada um adicionar uma pessoa de sua família, a cobertura dobra”, destacou o representante.

Martins explicou que cada entidade que criar um fundo instituído para familiares dos planos, irá estabelecer os critérios de adesão por grau de parentesco. “Pode-se incluir os filhos ou os netos”, detalhou.
Entre outras iniciativas, a Abrapp espera para os próximos dias, a aprovação do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), decisão que será tomada pelo Conselho Nacional de Previdência Complementar (CNPC), e também a autorização da Superintendência Nacional (Previc) para o produto PrevSonho, a ser voltado às novas gerações.

Fonte: Ernani Fagundes – Panorama Brasil