Colaboração de João Calegari, presidente do Sindicato dos Ferroviários do RS