Colaboração do ferroviário João Batista de Araujo

Em reunião realizada ontem no Tribunal Superior do Trabalho – TST, não houve avanço nas negociações para a categoria vinculada a Companhia Brasileira de Trens Urbanos – CBTU, relativamente ao reajuste salarial 2017/2018. A empresa propôs 50% do INPC passado, sem pagamento retroativo. Quanto a pauta de 2018/2019, propôs, também, 50% do INPC a partir de 1 de maio de 2018.

Agora é aguardar o julgamento, que acontecerá na próxima segunda – feira.