Por Fernando Abelha

O Tribunal de Contas da União determinou ontem a sustação da licitação proposta pela VALEC – Engenharia para contratação de consultoria, no valor de R$ 23,9 milhões, voltada ao assessoramento para construção de novas ferrovias.

O TCU entende que inexiste previsão de futuros projetos a serem tocados pela VALEC. Segundo análise de algumas fontes deste blog, a licitação serviria tão somente para contratar empresa de consultoria especializada em prestação de serviços técnicos como apoio de mão de obra e assessoramento da Diretoria de Planejamento da estatal. A consultoria forneceria 77 empregados, o que representa 13% do atual quadro da VALEC. Ao analisar o pedido de concorrência pública feito pela VALEC, o TCU entendeu inexistir “ real necessidade pela falta de qualquer indicativo de novas obras a serem destinadas à estatal.

A VALEC tem 15 dias para apresentar esclarecimentos ao TCU, de vez que o entendimento do tribunal foi pelo fato de que a contratação “ serviria meramente ao reforço do quadro de mão de obra da Diretoria de Planejamento”