Pesquisa e edição: Luis Fernando Salles

O governo analisa a prorrogação de cinco contratos de concessão de ferrovias que, somados, preveem investimentos de R$ 25 bilhões em cinco anos. A construção de novas linhas como contrapartida às prorrogações é a forma como o governo pretende estabelecer concorrência no transporte ferroviário, forçando a redução do custo do frete. Os contratos a serem prorrogados são: América Latina Logística Malha Paulista S/A, Estrada de Ferro Carajás, Estrada de Ferro Vitória a Minas, Ferrovia Centro-Atlântica S/A e MRS Logística S/A.

Fonte: Internet